Cotidiano fail

quarta-feira, 11 de agosto de 2010


 Mais cedo estava eu a assistir pela milésima vez closer, um história intrigante, romântica e talvez até dramática de quatro pessoas (dois casais) que por um escarcel  acabam se relacionando, a história além de ser  inteligente e bem bolada tem um certo ar de mistério, e não aquelas intrigas de que todo filme que se preze tem.
A minha personagem predileta é com toda certeza Alice Ayres, alguém que não tem medo de ser feliz, que além de ser muito sensível, sabe como lidar com as situações,  e se revela a maior expert em relacionamentos que eu ja vi.
Quando se depara que não gosta mais de alguém dá adeus e vai embora, sem mágoas, sem choradeiras, simplesmente segue a vida como deve ser seguida, e a vida tem muito disso. É assim que deve ser, pois quando o amor entre duas pessoas se acaba não é possivel ser feliz como casal, porque bem como o nome diz é um casal, e tem que haver reciprocidade (amor das duas partes) para que dê certo. É isso, mas quem sou eu pra falar de relacionamento ou amor, logo uma coisa que é tão complicada e tão dificil, impossível é a palavra, de ser explicada.
Mattheus Henrick



 


3 comentários:

  1. Oii Matt, eu adorei o seu post e adooooro esse filme,óootima lembrançaa!
    ;***

    ResponderExcluir